Conferência Nacional Direito e Empresa aborda recuperação judicial das empresas

Publicado em 08.11.2013

A conferência debate até esse sábado (9) questões específicas da área do direito empresarial (Foto: Divulgação)
Com dois temas importantes para o empresariado catarinense, foi aberta na noite da última quinta-feira (7) a 1ª Conferência Nacional Direito e Empresa. “O empresário não pode mais ser mero espectador dos processos do seu negócio. Ele precisa entender e participar das situações jurídicas, administrativas e contábeis que envolvem o desenvolvimento da sua empresa”, destaca Pedro Cascaes Neto, presidente do Instituto Catarinense de Desenvolvimento e Defesa Empresarial (Incade) que realiza o evento. A Conferência é promovida em parceria com a Escola Superior de Advocacia da OAB/SC e tem Organizar Eventos como empresa organizadora.
 
Na abertura, o presidente da Associação Brasileira de Jurimetria (ABJ), Marcelo Guedes Nunes, falou sobre o Processo Societário Brasileiro. Já Marcos Andrey de Sousa, membro fundador do Instituto de Direito de Recuperação de Empresas e Doutor em Direito Comercial pela PUC/SP, foi o segundo palestrante da noite.
 
“Hoje quem soluciona a crise da empresa não é o juiz, mas o próprio mercado. Devedores e credores num ambiente de negociação. A função do judiciário é dar oficialidade, neutralidade e fazer o controle da legalidade, para que este ambiente não represente uma fraude”, explicou Sousa durante a palestra magna Recuperação Judicial de Empresas.
 
A conferência debate até esse sábado (9) questões específicas da área do direito empresarial, buscando melhorias no serviço e contribuindo para formar profissionais mais capacitados.
 
Mais informações no site www.cndireitoempresa.com.br


topo